quarta-feira, 25 de abril de 2012

Conhaça Nova Petrópolis

Encantadora. Esta é a melhor definição para a pequena cidade de Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha. Simpática, organizada e bonita, a cidade mostra a influência de sua colonização alemã já na entrada da cidade, onde a bonita Torre de Informações Turísticas lembra a arquitetura enxaimel que vai se repetir nas casas de madeira com jardins bem cuidados.
Os jardins, aliás, conferiram a Nova Petrópolis o título de “ Jardim da Serra Gaúcha”. Basta dar uma volta pelas ruas com canteiros ajardinados para perceber o porquê. Também na Praça da República, no coração da cidade, as plantas são a atração. Ali o curioso Labirinto Verde é formado por ciprestes aparados cuidadosamente.
Tão bonito quanto o Parque Aldeia do Imigrante, onde em meio a mata nativa há uma típica aldeia alemã do século XIX. É lá que projeto Pequeno Imigrante Alemão tem uma série de atividades que estimulam nos pequenos o cultivo das tradições alemãs, incluindo a indumentária típica, a culinária e o vocabulário.Uma experiência inesquecível é fazer o passeio cego no Jardim da Percepção: de olhos vendados o visitante é levado a ter contato com 200 espécies de plantas e árvores. Contudo, é com os olhos bem abertos que ele poderá contemplar o mirante no alto dos 720 metros do Ninho das Águias.
Nova Petrópolis tem também o roteiro de turismo rural Alemães do Sul - Caminhos de um Povo. Ele passa por propriedades de imigrantes, acompanhando a sua rotina e degustando as delícias da cozinha germânica. Mas para quem não quer se afastar da cidade, a pedida é comércio local, famoso ponto de venda de roupas de lã, malha e couro.
Parte da Região das Hortênsias, Nova Petrópolis é um passeio inesquecível com a vantagem de estar a um passo das vizinhas famosas, Gramado e Canela.

Café do MARGS

Sob nova direção, com nova arquitetura, ambientação e cardápio o Café do MARGS abre oficialmente ao público. Além de saborear um delicioso café o visitante pode desfrutar de exposições que frequentemente ocorrem no local. O Café está localizado no primeiro andar do Museu, no centro de Porto Alegre.

Quem assina a nova decoração é Silvia Benedetti, que manteve o foco no Museu criando uma extensão do espaço cultural. Seguindo as mesmas características arquitetônicas do MARGS, a arquiteta manteve o pé direito alto e o piso, que sofreu apenas uma revitalização. Quanto ao mobiliário, móveis aconchegantes para compor o espaço, remetendo uma atmosfera dos cafés de época. Painéis com iluminação direcionada foram instalados para as exposições que ocorrerço no espaço, assim como já acontece no Bistrô do MARGS.

O grupo Variettá espera cativar um público diferenciado, ampliando e gerando conceito de seus empreendimentos. O público pode esperar opções para almoço, tortas e salgados saborosos, sanduíches feitos na hora com os ingredientes que o cliente escolher e, principalmente, cafés deliciosos.

Além da gastronomia, no Café do MARGS o visitante poderá conferir a agenda cultural do espaço, que inclui exposições e eventos de extensão cultural. O ambiente é climatizado e aceita os cartões. Aberto de terça a domingo, das 10 às 19 horas. Fone 55 51 3227 3712 , e-mail cafe@margs.rs.gov.br.

Festival de Cinema De Gramado

Oficializado pelo Instituto Nacional de Cinema/Inacen em janeiro de 1973, o Festival do Cinema Brasileiro de Gramado teve seu ponto inicial nas mostras promovidas durante a Festa das Hortênsias, entre 1969 e 1971. O entusiasmo da comunidade artística nacional, da imprensa, dos turistas e dos gramadenses fez com que todos se engajassem num movimento com o objetivo de transformar a iniciativa num evento de caráter oficial. Foi assim que a Prefeitura Municipal de Gramado, a Companhia Jornalística Caldas Júnior, a Embrafilme, a Fundação Nacional de Arte e as secretarias de Turismo e de Educação e Cultura do Estado saíram em defesa da idéia e a tornaram realidade.