terça-feira, 27 de junho de 2017

Grêmio muda foco para encarar Atlético-PR

Não há tempo para lamentações. A derrota para o Corinthians, nesse domingo, na Arena, precisa ser digerida o mais rápido possível. É hora de mudar o foco e “dar um tempo” do Campeonato Brasileiro. Afinal, nesta quarta-feira o Grêmio volta a campo para mais um jogo decisivo. O Tricolor recebe o Atlético Paranaense no confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A partir de agora, as competições eliminatórias ganham uma atenção especial.
Na coletiva após o jogo de domingo, Renato Portaluppi já adiantou que a Copa do Brasil e a Libertadores - o Grêmio faz o primeiro jogo com o Godoy Cruz no dia 4 de julho - serão disputadas com o time titular. Em meio a esses jogos, há o duelo com o Palmeiras, sábado, pelo Brasileiro, no qual a equipe será formada por reservas.
Temos muitos jogos em um curto espaço de tempo. O corpo não consegue manter o alto nível em todas as partidas, tem que recuperar o condicionamento. Não adianta jogar com 60%, 70% da capacidade porque não vai render tudo o que pode”, destaca o volante Ramiro. Ele é um dos jogadores que mais vezes atuaram na temporada. “É inviável o mesmo time em todos os jogos, por isso temos que ter um grupo forte”, acrescenta.
Nessa segunda-feira, apenas os reservas fizeram um trabalho intenso no CT Luiz Carvalho. E com duas novidades. Marcelo Oliveira e Miller Bolaños participaram normalmente e podem ficar à disposição para o jogo de amanhã. O mais provável, no entanto, é que ambos comecem o jogo de sábado contra o Palmeiras entre os titulares. O time que jogará na Copa do Brasil deve ser o mesmo da derrota para o Corinthians. “Já enfrentamos o Atlético várias vezes. Sabemos os pontos fortes deles, é uma equipe que vive um bom momento, tem suas qualidades, mas nós vamos impor nosso ritmo de jogo e procurar não sofrer gols, que é importante na Copa do Brasil”, avalia Ramiro.
Grêmio e Atlético-PR se enfrentaram nas oitavas de final da Copa do Brasil no ano passado. O Tricolor passou nas penalidades máximas em uma decisão dramática. “Ficamos tristes pela derrota de domingo, mas já passou, serve de lição. Agora é uma competição diferente, na qual estamos defendendo o título, isso aumenta nossa responsabilidade”, completou o volante.